terça-feira, 14 de agosto de 2007

Queijo é igual a sexo?

No último post versamos algo sobre o “doce” que algumas mulheres fazem. Muitas argumentaram que se fosse fácil, não seria a mesma coisa. Ok, ok! Uma certa dificuldade, por vezes, dá um tempero na relação, mas advirto-lhes: não abusem no açúcar!

A história de hoje é até o prezado momento um enigma para nosso personagem. Tornaremos o caso público agora, na tentativa de que algum de nossos amigos-leitores nos ajude a decifrá-lo.

O efêmero romance começou no portentoso Largo de São Francisco da Prainha, próximo à Praça Mauá, onde periodicamente se realiza uma famosa roda de samba. Ele tinha 20 e poucos anos, ela trinta e alguns. Dançaram, se beijaram e decidiram terminar a noite no motel. Aliás, que noite!, lembra nosso camisa 11.

Na semana seguinte, os contatos continuaram por mensagens e algumas ligações. Mas, o próximo encontro ficava sempre no “vamos marcar então...”.

Pelo que reza a lenda, a mocinha da história estava bastante disposta a rever o jovem rapaz. Ao que pareceu à época, aquela partida entre quatro paredes foi a melhor que ela teve naquele ano, e diante das ofertas que a cercavam ela queria “mais do mesmo”. Diante disso, independente e determinada, a moça ligou para nosso amigo:

- To querendo te ver.
- Ah, eu também. Mas ta difícil, né?! To trabalhando muito.
- Eu sei. Mas olha, eu vou na casa de uma amiga hoje. É pertinho do seu trabalho...
- É mesmo?
- É. Ela está viajando, o apartamento está vazio. Eu vou lá pegar um queijo, você quer ir comigo?

PáRa TudO: PeGar o QuÊ? .... Isso mesmo, meu amigos! Ela o chamou para pegar um queijo na casa da amiga!

O papo ao telefone evoluiu e nosso craque combinou de levar um vinho e uma pizza, que inclusive, era o único lugar onde havia queijo naquele apartamento.

***
Por que será que as mulheres fazem isso? Pra que inventar essa do “pegar um queijo”? :

(a) Na verdade, nesse caso, era uma indireta. A moça queria mesmo que ele fizesse compras do mês e lavasse pra ela.
(b) Elas têm problemas para pronunciar: va-mos tran-sar?
(c) Ela queria fingir ser inocente, pudica e semi virgem.
(d) Por que quando estão na seca elas perdem a noção de tudo.
(e) Outros...

Calma, podem pensar bastante. Se chegarem a alguma conclusão enviem-na para: aculpaedelas@gmail.com

9 comentários:

Anônimo disse...

Ele queria mesmo era o requeijão cremoso!!!!!
ahuahuahuahuahuauhahuahuahuahuauhauhhuauhahuahuahuauhuhahuahuauh

CP disse...

O anônimo foi direto na ferida. E pior, a moça estava com pensamentos maravilhosos, e nosso "inocente" camisa 9, com bastante fome...rsrsrssr

Muito boa!!!

Anônimo disse...

Realmente é uma questão freqüente. Grande parte das mulheres tem dificuldade de expressar desejo sexual abertamente ao homem, já que socialmente elas foram condicionadas a esconder e reprimir suas vontades sexuais desde a infância, adolescência e na maior idade. Esses conceitos bloqueadores ficam enraizados no subconsciente delas.
Chegando a vida adulta os reflexos psicológicos ainda pesam no dia-a-dia. Já o homem foi condicionado a caçar, se expor, e buscar o sexo.
Ambos fisiologicamente sentem vontade iguais. É preciso entender que a mulher também tem o libido aflorado, a diferença que ele é reprimido.
Algumas mulheres bem resolvidas conseguiram quebrar essa barreira mental e já demonstram com mais veemência seus desejos, no entanto alguns homens retrógrados enxergam de maneira deturpada esse tipo de comportamento, muitas vezes ate desvalorizando o ato em si pela extrema sinceridade da parceira.
É preciso ter claro em sua mente que esse contexto assemelha-se a um jogo. Com maneiras mais sutis porem notórias elas também comunicam suas vontades.
Toda mulher deseja sexo, é importante conhecer e interpretar os sinais.
Dentro do convite p/ pegar um queijo em um apartamento vazio vem um ótimo convite sexual.
(b) Elas têm problemas para pronunciar: va-mos tran-sar?
Ass: RG

Kika Gada disse...

E se ela quisesse unir o queijo ao agradável? Homem realmente não pensa com a cabeça de cima!

Uma delas disse...

Jogadores,
Vocês fazem juz de fato aos apelidos que têm?
Me parecem inatingíveis e um tanto até infantis os posts,um tanto normal até para a provável pouca idade.
O importante na verdade é saber se os senhores dão MESMO conta do recado, marcam um gol bonito, de placa, olímpico ou são Pseudo Pseudo Jogadores?

Será que tenho culpa? disse...

Como diria o poeta, "Cão que ladra ...."

Paola disse...

haHUhuHUAHUahuHAUHUAhua
É claro que culpa é nossa. Mulher é muito pouco objetiva e sobra falso pudor. Pegar um queijo foi uma das piores q eu já vi. Mas infelizmente nem todos vcs estão preparados pra um mundo mais prático. Quem sabe um dia...

Ellen disse...

Opção d. Mulher na seca é um problema sério, fica perturbada. Inventa coisas e fala nada com nada, hehe!

Se ela só queria "comer" o cara, podia ter dito na lata, normal...

Anônimo disse...

e quando "elas " falam diretamente e o artilheiro "amarela"? aconteceu comigo. assustei o artilheiro... "mó garganta"!!!