sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Mocinha distraída...

O problema, amigos, é o descuido. E por causa dele, nosso amigo foi obrigado a ver uma cena, que acredito que todos nós dispensaríamos. E a mocinha, descuidada, foi a grande autora de toda a situação.

Nosso artilheiro acabara de entrar no motel com a mocinha. Naquela empolgação da chegada ele já partiu para cima com tudo, tal qual Maradona contra a Inglaterra na Copa de 86.

Começou pelos trabalhos manuais e logo passou aos beijos e mordidas por toda parte. Sua camisa e calça já tinham voado pelo quarto. Moça correspondia e fazia uso das unhas.

O vuco-vuco foi evoluindo, mas a mocinha resolveu dar uma parada.
- Calma aí, tenho que ir ao banheiro antes, disse.

Ele já estava na pequena área, pronto para balançar as redes e, forçadamente, teve que voltar a jogada. "Tudo bem. Vai ter segundo tempo e prorrogação", pensou nosso amigo.

Enquanto sua companhia estava no banheiro deu um pulo no frigobar e pegou uma cerveja. Perfilou as camisinhas na cabeceira da cama e ligou o som. Nisso a moça abre a porta do banheiro. O faro do atacante atiçou: era a hora do gol!

Já despida e ainda à porta, ela provocou nosso protagonista:
- Agora eu sou toda sua!

Ele permaneceu deitado, enquanto ela, engatinhando, ia a seu encontro. Relaxado, o artilheiro ficou admirando-a, passou a mão pelo rosto da menina e foi deslizando pelo corpo quando... (Eh, amigos, é nessa hora que entra o tal do descuido).

O matador olhou para o vidro no teto, a fim de contemplar sua conquista por inteira, e notou que havia um pedaço de papel higiênico preso às nádegas da moça.

Ele achou graça, embora tenha cortado um pouco o clima. Respirou fundo, abraçou-a forte e pensou alto:
- Que rabinho, hein!, em tom irônico.

A moça ouviu e completou de primeira:
- E você ainda nem me viu rebolando...

***
Caros leitores, como vos falei antes, o problema é o descuido. Mas artilheiro que se preza não perde gol cara-a-cara. Nosso amigo contornou a situação e deu prosseguimento à partida. Apesar dos pesares, não se pode desistir. E a vocês, meninas, deixamos um recado: um descuido na pequena área pode ser fatal! Não imaginem, depois, que a culpa é nossa!

7 comentários:

Sr. Papangu Doerzapff disse...

Ao invés de "Mocinha Distraída", o título dessa postagem deveria ser "Badalhoca na Pequena Área"!!!

Sr. Papangu Doerzapff

Anônimo disse...

Caraca! Que situação hein!! rssss

ellen disse...

Putz, muito bom, hein! hahahaha!
Melhor ainda foi como ele se saiu, com o lance do rabinho hehe... que mancada dela rsrs.

Guilherme Dowan disse...

huahuahuahauhauhauauhauahaua, na moral sem comentarios ... choro de rir só de pensar na cena. Só queria saber se ela deu a tal reboladinha q falou ainda com o papel "grudado" na bundinha huahuahuahuauhaua.

vanessa disse...

além de distraída é porquinha, nem se limpar ela sabe...rssss....

q situação hein ...rssssssssss

Fernanda Almeida disse...

Caraleow! Muito escroto isso! Mas não consigo parar de rir...Vcs são d++++...meus ídolos!!!

Bjos e saudades!!!

Anônimo disse...

Ahh pelo amor de deus!
que tesão é esse que se abala com uma situação dessa???
os homens andam realmente muito acostumados a mulheres de plástico, não vão ao banheiro, estão sempre depiladinhas, cheirosinhas, de cabelinhos esticadinhos, prontas pra tudo!
ah me poupem!!!