sexta-feira, 21 de setembro de 2007

O que mata é a frasezinha . . .

Mulheres do Brasil, chegou a hora de dar um basta! Na boa, vamos cortar as frases desnecessárias nos diálogos entre vocês e a gente. Nós, homens de bem-artilheiros-jovens-boêmios, não agüentamos mais. Vocês podem até argumentar e dizer que tem homem que pisa na bola, fala que vai ligar no dia seguinte e não liga... Mas esses não são da nossa estirpe. Portanto, nos sentimos bastante a vontade para realizar uma crítica ampla.

***

Tem uma frase tradicional para o término de relação. Seja o tipo de romance que tenha sido, essa frase aparece em 90% dos desfechos.

- Então tá. Acho que vai ser melhor assim. Mas ó, quero continuar sendo sua amiga, me liga de vez em quando!

* Não, mocinha! Não iremos ligar. A relação "acabou de terminar" e a probabilidade de seqüelas (ciúme, rancorzinho, etc) é enorme! Namoro ou casinho que terminou e logo virou amizade, na verdade, deixou de ser romance há muito tempo.

O Blog A Culpa É Delas sugere a substituição da frase acima, pela seguinte:

- Então tá. Acho que vai ser melhor assim. Foi legal, mas esse é o fim! Tentamos e não deu certo, então, é melhor evitar contato nas próximas semanas!

***

Essa frase é freqüentemente proferida, por algumas meninas, momentos antes do abate. Tentando se passar por pudica, elas tentam segurar suas vontades mais lascivas no início do vuco-vuco. E quando já não agüentam mais, pedem a realização de seus impulsos obscenos.... só que floreia tal demanda, enchendo-a de eufemismos. Nessas horas, as moças sempre soltam essa pérola:

- Eu quero que você faça uma coisa comigo. Algo que eu nunca fiz com ninguém!

* "Pera lá"... sinceramente, quem acredita? Qual o problema se vocês, meninas, gostam de algo que possa parecer não-convencional? Preocupar-se com "o que ele vai pensar" é pura perda de tempo! Se o cara achar o pedido um horror, quanto antes melhor. Concordam?!

***

Para encerrar o post de hoje juntamos três frases impactantes. Essas desculpas estão entre as mais odiadas.

Geralmente elas ocorrem no seguinte contexto: O casalzinho já saiu algumas vezes e depois de um tempo voltam a se encontrar. O rapaz, sempre propositivo, "chega" na mocinha. Ela, tentando pegar a tangente, solta as pérolas:

Desculpa odiada nº 1: - Ah, não... não rola! Sei lá! Você é muito bonzinho!

* P#@@#$%¨&&... Como assim?!? Será que nosso atacante teria que ser mau caráter?

Desculpa odiada nº 2: - Não dá mais. Não quero que você seja válvula de escape para quando eu estiver mal por causa do fulaninho. Ainda gosto dele.

* Não sabe brincar, não desce pro play. Será que elas nunca ouviram isso?!

Desculpa odiada nº 3: - "Olha. Acho que você gosta mais de mim do que eu de você. Mas quero continuar sendo sua amiga".

* Essa talvez seja a campeã. Elas pedem um cara que goste delas, mas quando o encontram elas falam isso. Das duas uma: ou não sabem pedir, ou não sabem o que querem!

***

Depois de ler todas essas frasezinhas e relembrar tantas outras que já ouvimos nessa longa trajetória pela Copa do Mundo do Flerte, poderíamos até nos sentir pra baixo, desanimados e (como diria o amigo de Joseph Climber) sem vontade de cantar uma bela canção. Mas não! Salve, salve a data: hoje é SEXTA-FEIRA!

Então, leitor amigo, prepare os uniformes, amarre as chuteiras. A partida está para começar. E se uma "frasezinha" dessa aparecer no meio da noite, não titubeie: mostre o cartão vermelho e mande o time de fora aquecer!

5 comentários:

vanessa disse...

ih


eu já falei essas coisas

menos a do

"quero q vc faça algo que nunca fiz com ninguémmm !!!" rsrsrsrs, ridiculaaa

to me divertindo com isso aqui!

Anônimo disse...

ahaha já mandie várias vezes o "vc é muito bonzinho" rsrsrs

se o blog fosse "a culpa é deles" não poderia faltar nesse posta a clássica frase que os artilheiros mandam por aí: "eu adoro vc, acho vc muito gata, mas é que eu não quero me envolver... não, até quero... mas não estou preparado..."

ah, faz-me rir...

Anônimo disse...

Mandou muito bem esse post sexta-feira.
Nesta mesma dada “mandei uma” péssima!
Quando eu não lembro é porque eu não fiz, mas quando eu faço; assumo!
Me arrependi antes de terminar a frase; logo depois; pelo resto da noite e provavelmente pelo resto da semana (mas depois passa!)
Mas o que fazer quando não se tem uma resposta plausível, não se sabe se sim ou se não, porque sim ou porque não. E o cara fala: “pelo amor de deus! Fala alguma coisa pq to ficando sem graça,” ?
Ai eu falei....
Pior é que o cara não perdoou. Terminou de acabar com a que restava da minha compostura pós-frase-maldita. “Não acredito que vc falou isso!!” Oou.... Voltar atrás jamais! Tentar consertar só piora!! Enfiar a cara em algum lugar então! Onde?? Na bolsa!! Não tinha!!! PQP!!
Kkkkkk

Dessa vez eu confesso - a culpa é delas!!

Mas continua lançado o desafio....

Bjus;
Laura

hanrrikson disse...

Copa do Mundo do Flerte! hahahahaha

vanessa disse...

a culpa pode até ser nossa nesse caso...masssss

que nossos artilheiros mandam mal de vez em sempre não podemos negar... a frase :" vc é muito legal, bonita ,inteligente,me sinto muito bem com vc, mas não qureo me envolver é classicaaaaaa"