segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Reserva ou titular?

A história de hoje aconteceu com um amigo do Blog e nos leva a pensar sobre a real intenção de algumas mocinhas. É aquele velho conto do "no início era tudo diferente..." Pois bem, vamos aos fatos:

Flanando por uma festinha na Zona Sul do Rio, nosso protagonista reencontrou uma velha conquista. Conversaram sobre amenidades até que a moça, mesmo sabendo que nosso craque estava namorando, partiu para o ataque. O matador carioca resistiu de todas as formas. No final, ela sugeriu:

- “Não vai me levar em casa?”, quis saber.
- "Não, você não veio comigo. Pode muito bem voltar sem mim”, disparou o jogador.

A danada não ficou satisfeita. Antes de partir, foi se despedir do nosso amigo e largou um belo beijo no rapaz, que com exímia habilidade conseguiu escapar, depois de alguns instantes.

Nosso personagem estava vivendo um momento ruim na relação. Ele morava no Rio e a sua namorada em Florianópolis. Portanto, não era sempre que se viam. Fora isso, as coisas já não iam tão bem. Mesmo assim, ele manteve seu compromisso.

O tempo passou e dias depois, a moçoila reapareceu, desta vez por e-mail.

No primeiro contato virtual, a sapeca disse que tinha mudado muito depois que parou de sair com ele e que sempre gostou da companhia do nobre artilheito. A mocinha reforçou ainda que eles tinham muito a ver um com o outro.

Abalado e sem saber de seu futuro, o jogador aceitou um convite para um chopp. Num sábado de lua cheia, o casalzinho se encontrou em uma choperia tradicionalíssima em Vila Isabel. Durante o chope, o atleta se conteve e a bola não rolou. Da choperia, eles foram para um evento de blocos de carnaval, na Lapa, e depois de algumas cervejas, começou o papinho sobre o ‘relacionamento’.

- “Você tá muito sério com o seu namoro, não é?!”, disse ela.
- “Eu só estava tratando como eu gostaria que fosse tratado. Nada demais. Coisa de respeito”, respondeu.
- “Estava?”, disse ela, bem curiosa.
- “Pois é, estamos vivendo uma crise e o relacionamento, para mim, não vai seguir adiante. Se não fosse isso, não estaria aqui com você”, esclareceu o matador.

A sapeca, então, emendou de prima, surpreendendo nosso amigo:

- “Não precisa se preocupar, não. Terminando ou não, eu quero ficar com você. Sua namorada não mora aqui mesmo e a gente pode se ver bastante. Eu posso ser sua namorada aqui, quando você não estiver com ela, e continuar sendo, quando ela estiver presente. Eu te divido, não tem problema”.

Nosso amigo ficou estático, voando em pensamentos:

- "Essa mocinha é muito bonita, mas nunca foi atenciosa assim. Ela sempre deixou claro que as "nossas partidas" eram amistosas. Agora, que estou namorando, ela mostrou um interesse inacreditável e ainda não se importou com o fato de eu ter a número 1, a titular. Ela quer ser a reserva, mesmo podendo ter uma vaga de titular em outro time. Como pode isso?!", questionou-se o craque.

Estupefato, o protagonista partiu pra cima e passou uma bela noite com a moça. No dia seguinte, ela foi pra casa e o nosso partiu para o Maraca. Logo após ao jogo, ele recebeu a seguinte mensagem: “Adorei o chopp, a companhia e, principalmente a noite. Por mim, repetiremos quantas vezes você quiser. É só marcar. Qualquer dia”.

Em parafusos, nosso craque não sabia exatamente o que fazer. Mas porque será que Elas fazem isso?

(a) No início são todas assim. Mas na verdade, ela só está fazendo um tipinho. O que ela quer mesmo é a vaga de titular.
(b) Ela apenas quer diversão casual. Escolheu o craque, pois, como ele é comprometido, não vai ficar no pé dela.
(c) Algumas mocinhas têm tara por homem comprometido. Entrar em campo com algum deles é um grande desafio.

9 comentários:

Susy disse...

b!!

ctz!!

Bruno disse...

A... fato!

Cris disse...

hahahahahha.... essa é rouba marido!

Diego Peixoto disse...

A! nenhuma mulher gosta de ser a outra... ou até gosta, mas no máximo 1 semana... hahahahahhaha!!

abs primo!

Suzana disse...

(A). Mulher nenhuma, nem mesmo a mais nobre periguete aguenta ser a outra. Todas mais dia menos dia tem a intenção de querer o homem só pra ela. Toma cuidado artilheiro!

Frank disse...

Só tem danada... já passei por isso! Eles querem ser titular!

Isabel disse...

Ah, meninos.. Letra A!!! rsrsrsrs

Anônimo disse...

"A" com certeza heheheh

Marcella disse...

vcs só postam as piores, né?