segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A desconfiada

Às vezes (???) é difícil entender algumas atitudes das mulheres. O pessoal até se esforça, mas não dá. Algumas, como a que vamos contar no post de hoje são determinantes para o desfecho da relação. É como se diz no linguajar do futebol: “essa foi pra fechar o caixão”.

O nosso personagem tinha uma mulher ciumenta, aliás, pra lá de ciumenta. Ele trabalhava em uma transportadora e, por conta, disso tinha que viajar o país algumas vezes por mês.

Sabendo que sua namorada marcava certinho, ele nem se arriscava a ciscar em outros terrenos. Batia aquela bolinha em casa mesmo e se dava por satisfeito. Mas quem diz que ela acreditava nisso?

Pois bem, toda vez que o matador voltava de uma viagem, ela fazia uma minuciosa inspeção: procurava chupões por toda a parte do corpo do atacante e, acreditem, buscava sinais de uso da espada no guerreiro. Eh, amigos e leitores, que moça danada.

O cara se irritava, mas a desconfiada não estava nem aí. Mexia em tudo que era dele, sempre em busca de indício da traição. Nunca encontrou nada.

Certa vez, ele anunciou uma nova viagem. A sapeca sorriu e perguntou para onde seria. Conversaram e tudo estava bem. Um dia antes de o jovem atleta viajar, ela se propôs a fazer a mala do craque. Tudo ok!

Quando chegou ao seu destino, o protagonista dessa história foi desfazer a mala e colocar algumas camisas penduradas para não amarrotar ainda mais. Ele avistou algumas peças de roupa e achou algo estranho:

- “O que será isso? Será que manchou?”, questionou, sozinho.

Qual não foi a surpresa do nosso amigo ao notar que as supostas manchas em suas cuecas (em todas as cuecas que estavam na mala) não eram manchas. Sabe-se lá porque a danada da namorada do nosso personagem mandou fazer uma carimbou e mandou ver em todas as roupas íntimas dele. O carimbo dizia:

“ESSE HOMEM TEM DONA”.

***
Claro, claro. Essa foi a gota d´agua. Nos dias seguintes, ele teve que arrumar novas cuecas e uma nova namorada.

Mas por que será que elas fazem isso?

5 comentários:

Anônimo disse...

Meu Deus... o mundo tá acabando! Essa aí passou dos limites

Danielle Lima disse...

Cada um marca o gado como pode, né?
O problema é que as pessoas esquecem que gado marcado TAMBÉM pasta!!!!

Beijos, meninos!

Gabrielle disse...

aff hein, inseguranca pura... as vezes nem acredito em algumas estórias...
bjs

Anônimo disse...

E elas ainda admitem... nossa senhora!

Marcella disse...

ah, mentira que isso aconteceu?