domingo, 3 de janeiro de 2010

Uma prova de amor

Feliz 2010, queridos leitores e adoradas leitoras! Todo ano que nasce já começa com a promessa de ser especial. E esse, de fato, é muito especial. 2010, caros amigos e inimigas do blog, é ano de Copa do Mundo! É ano de belas jogadas, jogos memoráveis e gols inesquecíveis.

Culpadinhas de plantão, fiquem ligadas! Mediante qualquer vacilo vocês serão eternizadas na calçada da fama do A Culpa É Delas.

Pra começar o ano, a comissão técnica do ACED escolheu uma historinha daquelas. Aconteceu dia desses em um bar do Leblon.

Em uma mesinha no centro do bar, um grupo de amigas bebia e conversava. Estavam empolgadas e mal podiam imaginar o desfecho daquela noite. Na mesa ao lado, um casal, mais pra lá do que pra cá, também jogava conversa fora e alguns beijos apaixonados.

Em determinado momento, o carinha levantou-se e foi ao banheiro. Para chegar ao toillet, ele teve que cruzar a mesa das mocinhas alegres por duas vezes, quando foi e quando voltou. Mas sabe-se lá por conta de quê, a namorada dele cismou que uma das mocinhas tinha dado em cima do cara. Coitado, ele era só mais uma vítima Delas!

O tempo fechou.

A mulher ficou incontrolável. Aos berros, insultava a moça da mesa ao lado. As outras não entendiam o que estava acontecendo. E a sapecona começou a baixar o nível.

- Sua piranha... tá dando mole pro meu namorado!, esbravejava.

O cara se apressou para acalmar a situação. Nessa altura, os garçons já estavam em volta, tentando ajudar de alguma fora. Num elã, a danada, que continuava gritando, pegou uma tulipa cheia de chope e jogou em cima da mocinha!

Aí ficou complicado. As amigas da mocinha partiram pra cima da brigona. Garçons em cena tentando apartar e as portas começaram a ser fechadas. Barraco no Leblon! Coisa que não passa nas tramas de Manoel Carlos!

Usando sua força, o namorado começou a gritar com a namorada, pedindo calma e explicando que nada tinha acontecido, que a mocinha, em momento algum, mexeu com ele. Foi aí, já sem força para lutar e para levar a confusão adiante, ela pediu uma prova de amor.

Se fosse uma cena bonita, a gente até que pedia para tocar de fundo a música "Uma prova de amor", de Toninho Geraes e Nelson Rufino, que faz sucesso na voz de Zeca Pagodinho. Mas não é o caso...

A danada disse o seguinte, sem prestanejar:

- Se você me ama, vai lá e dá um soco nela... na cara dela!

***
Aí é demais, né?!

A prova de amor da mocinha era nada mais nada menos que uma agressão física a uma pobre inocente. Nobres leitores, elas estão descontroladas.... e em ano de Copa do Mundo, ai, ai, ai... nem se fala! É melhor pedir ajuda aos céus!

Ah... a brigona não saiu ilesa. Uma das amigas da mocinha inocente resolveu se vingar e derramou uma tulipa com chope na cabeça da sapeca. Mulheres... vai entender!

Feliz 2010!

9 comentários:

Danielle Lima disse...

Barraco de ano novo é o que há!
Não vou poder defender a moça, pq essa prova de amor foi demais...pqp!

Feliz 2010 pra vcs!

Marcella B. disse...

Geeente!
Que situaçãooo!!
Meninos, na boa, isso só acontece aqui no Rio... Nunca vi isso acontecer em SP. [ao menos na z/s]
Eu ainda estou por aqui... E toda vez que um mocinho me aborda eu me lembro do blog e me logo me preocupo... "Será este um camisa?" Hahahah
Se bem que confesso que deveria ter aproveitado mais e pensado menos! =P

Paulo disse...

Essa foi demais, camaradas! Uma mulher dessas não merece o fruto que tem...

Danielle Lima disse...

Jà ia esquecendo: Vcs adoram uma louca!

vivica disse...

E isso foi no Leblon! Se fosse na favela todo mundo ia dizer que é normal!!

Amanda disse...

Concordo com a Danielle. Vcs são conhecem mulher maluca?

Tudo bem que esses são os melhores posts, mas só tem coisa bizarra gente... que isso??

Marcella B. disse...

pô, isso aqui tá mto parado meninos!
come on...

Antônia Burke disse...

Sensacional o blog. Adorei! Como parte integrante da classe, eu até deveria defender as meninas, mas depois desse post...deixa pra próxima, né?
Beijos.

USF Vidigal disse...

Cara, isso é muito comum, de a gente achar q outra mulher tá dando mole, ainda mais sob efeito do álcool.. também é comum que isso gere uma tempestade de ódio..mas daí a partir pra agressão... acho q tá mais pra "a culpa é da psicose" hauahuahu....

Gostei do blog