quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Que tipinho...

Nobres leitores, tem cada tipo de moça por aí que, sinceramente, dá vontade de armar um protesto em plena Copa do Mundo do Flerte. A história, que iremos publicar hoje, aconteceu anos atrás, durante uma chopada universitária, no Mourisco, em Botafogo.

Chopada, vocês sabem, dá todo tipo de gente. E nosso craque em questão foi ao evento cheio de expectativas. Vivendo os áureos anos da graduação, nosso amigo estava faturando gregas e troianas. Depois de ciscar pela esquerda, circular pela direita, ela avistou aquela que seria o alvo perfeito. Loira, alta, tipo exportação.

O matador chegou cheio de amor pra dar e exibindo, com um leque, seu habitual bom papo. A moça riu, deu corda. Nosso atacante, então, partiu pra cima. Era o gol de ouro!

A moça parecia estar gostando do assunto. Mas só parecia. Pegando nosso amigo totalmente desprevenido, ela mandou uma daquelas:

- Sabe o que é?
- Uhm?!, questionou o craque.
- É que você não tem braço para estar nessa festa...

***
Sim, a moça referia-se à falta de uma circunferência avantajada nos bíceps do artilheiro. Boa pinta? Bom papo? Generoso? Fiel? Amigo? Que nada... ela só queria músculos!

Bem, depois elas reclamam... mas todos sabem, né?: a culpa é delas!

3 comentários:

Anônimo disse...

ué..vai ver ele não tinha mesmo
a moça faz o sacrificio de nascer linda, crescer formosa, malhar e cuidar da beleza num sei qnts hrs por dia pra aceitar qq moleque q apareça com um papinho interessante?
certa ela!

Anônimo disse...

Essa moça parece até um gay!!!

Gabrielle disse...

Braço? Minha gente, ela disse mesmo isso? Braço??? nao foi mau hálito? canatrice? burrice? falta de charme-beleza-conteudo-riqueza-cavalheirismo-pegada???? Braço? alokacompletamente viu... Dessa daí a gente ri na cara dela dá as costas e vai embora, e deixa ela pensando: "O que foi que eu disse?"